terça-feira, abril 01, 2008

Música de paz

Excerto de uma entrevista de António Lobo Antunes (ALA) à revista Visão (V) onde, às tantas, se evoca a "guerra do Ultramar", em Angola.

V: Ainda sonha com a guerra?
ALA: (...) Apesar de tudo, penso que guardávamos uma parte sã que nos permitia continuar a funcionar. Os que não conseguiam são aqueles que, agora, aparecem nas consultas. Ao mesmo tempo havia coisas extraordinárias. Quando o Benfica jogava, púnhamos os altifalantes virados para a mata e, assim, não havia ataques.
V: Parava a guerra?
ALA: Parava a guerra. Até o MPLA era do Benfica. Era uma sensação ainda mais estranha porque não faz sentido estarmos zangados com pessoas que são do mesmo clube que nós. O Benfica foi, de facto, o melhor protector da guerra. E nada disto acontecia com os jogos do Porto e do Sporting, coisa que aborrecia o capitão e alguns alferes mais bem nascidos. Eu até percebo que se dispare contra um sócio do Porto, mas agora contra um do Benfica?
V: Não vou pôr isso na entrevista...
ALA: Pode pôr. Pode pôr. Faz algum sentido dar um tiro num sócio do Benfica?



PS:
Prestígio em França, Canadá, Reino Unido, Austrália, EUA, Espanha, Itália, Holanda, enfim, um pouco por todo o mundo.

2 comentários:

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Arroz de Casca disse...

É apenas o "Lobázio" no seu melhor? Que mais esperar de semelhante homem meio-génio/meio-louco. Os outros aparecem nas consultas...e ele, segundo consta, terá sido "afastado" de as dar.

Este pormenor do Benfica não deixa de ser extraordinário. É como uma história verídica (contada no "Câmara Clara"), passada lá, entre trincheiras, onde o "inimigo" gritava "morte ao Salazar". Há um tuga tótó que grita do outro lado: "O Salazar não está cá!". O "inimigo" baixa as armas e exclama: Não???? Então vamos embora! E diz que foram mesmo.

Aqui presto as minhas homenagens ao ALA de quem, apesar de algumas barbaridades, gosto tanto! É quase uma questão de clube.

ps- tou farta da publicidade destes tipos que agora tb se farta de aparecer lá no blog. Um insecticida para isto, não há?!