segunda-feira, dezembro 10, 2007

A Camponesa

O elogio possível a um restaurante divertido fica aquém da real experiência de lá jantar. Como tudo o que é imprevisível, não há como garantir repetições mas os ingredientes estão lá, sendo a cereja no topo do bolo o proprietário. Louco, bon-vivant, confuso, baralhado, directo, simples. Gostei muito e prometo voltar. Mesmo se me deparar com a placa: "Fechado por amor!" que um dia, por quererem um fim de semana a sós, ostentaram na porta. Se há bons motivos para fechar, este é um deles. E muito melhor do que a ASAE de certeza!
Ah, fica na cortada para o Adamastor, vindo da Calçada do Combro. Não é caro mas pode acontecer que a máquina MB caia outra vez na pia de lavar a louça por isso levantem dinheiro antes. Os cartões de visita estão dentro do pato. Recomendo a alheira de caça e o caril de gambas. E o gelado de avelã!

6 comentários:

Arroz de Casca disse...

Conheço bem a loucura e a simpatia reinantes na casa. Aprovado, sim senhor. Quanto a encontros desastrados...bom...desculpe qualquer coisinha (se é que é caso para isso), prof. Catarse. Confusões noctívagas e efeitos de bebidas e situações estranhas...

Catarse disse...

no problemo, miss deCasca. L'Incognito é um sítio propício para confusões e situações estranhas...

Arroz de Casca disse...

;)
De facto estás a ficar um verdadeiro alfacinha. A saber escolher os sítios e a saber-lhes as características - mesmo as mais peculiares.

Catarse disse...

É por essas e por outras que acho que daqui (quase de certeza, porque isto de dar alguma coisa por absolutamente certa ou impossível dá sempre (eheheh) asneira) não saio!

Arroz de Casca disse...

Parece-me bem. É que um habitante olissiponense tenha muitas estórias, mais ou menos incógnitas, bom, é natural. Consoante idade, espírito e mentalidade - claro está. Até porque os sítios mudam com as gerações e estilos de vida.
Mas que um nativo de Coimbra fale (ou sinta) (d)o Incógnito,(d)a Camponesa e tantos outros de forma semelhante à minha... É engraçado. É que nem sequer é uma coisa de faculdade. Não há dúvida: três anos bem vividos. Agora que mudaste de "poiso", não te deixes afastar do coração da cidade.

Catarse disse...

ehhh.... eu estou a 2 minutos da 2a circular... acho que ainda estou dentro da cidade, mesmo que a placa diga outra coisa... ;)

seja como for, não andei estes anos a tentar conhecer Lx para agora ficar de fora, mesmo que tenha mais uns kms pela frente...

(nota do redactor: 2 anos e 1 mês de alfacinha vestido)