segunda-feira, janeiro 23, 2006

2

Autocarro de aeroporto em Roma-Fiumicino. Um homem está a abraçar uma mulher sardenta, que está de costas para ele. Roupas leves e sapatilhas. Ele tem uma mochila às costas. Têm os dois quarenta anos. O burburinho que os rodeia em nada interfere com a sua paz. São a imagem viva do amor e da felicidade.

Desde esse dia que não consigo ter sonhos só para um.





Butterò questo mio enorme cuore tra le stelle un giorno
giuro che lo farò

3 comentários:

joana disse...

lindo!

mj disse...

Roma...Faz destas coisas às pessoas. Coisas boas.

pedro adão e silva disse...

mais uma grande música (quase guilty pleasure, confesso